O AMIGO OPORTUNISTA:

Certo camponês de classe bem humilde, batalhador pela vida morava em lugar bem pobre em uma terra muito distante. Ele era casado com senhora também muito humilde mais batalhadora. Passando um tempo de seu enlace matrimonial nasceu uma linda filha que foi a alegria do lar deste casal. o tempo foi passando e a criança crescendo de forma maravilhosa.

A menina estava cada dia, mas linda, e despertou a atenção de muitos, eram visitas e mais visitas aquele lar para contemplar a beleza da menina. Os muitos visitantes que visitaram o humilde lar da menina encantadora não observaram que ela era linda, mais pobre e necessitada.

De repente chega uma ilustre visita era o amigo oportunista porem em nenhum momento ele se identificou com estas característica, parecia tão solidário, tão preocupado com a situação vivida pela garota bela, ele vinha de uma terra longínqua trazia consigo muito ouro e prata. Suas lagrimas derramaram ao ver a triste situação da tão cobiçada menina. O sentimento foi tão forte que o levou reportar o sofrimento da garota a muito de seus amigos. O amigo oportunista logo tomou uma decisão e mostrou solidário e se ofereceu a ajudar o pai da garota a cria-la que lindo gesto!

Quando a garota estava já adulta e formosa o amigo se manifesta quem ele era. Dirigindo se ao pai da linda menina disse: como ti ajudei a cria-la agora eu quero que ela me chame de pai, ela não poderá ir onde quer ela terá que me pedir ordem, eu vou dizer com quem ela case. E se você não concordar com minha posição não vou ajudar ela mais em nada. Você concorda?, pergunta o amigo oportunista.

O pai da menina de cabeça baixa olha para sua filha a qual tanto sofreu por ela temendo perder sua filha tinha que tomar uma decisão continuar sendo ajudado pelo amigo oportuno e entregar sua filha. Ou recusar a ajuda do amigo oportuno e perder a ajuda como também a amizade.

O pai disse minha filha não tem preço, por ela dou a minha vida.

Se fosse você o pai desta menina qual seria sua posição?